MELASMA TEM CURA?

MELASMA TEM CURA? Não! Infelizmente o Melasma não tem cura! Mas como toda doença crônica tem tratamento e controle.

O QUE CAUSA? O Melasma é uma mancha que aparece em pessoas que têm predisposição genética para tal; e é estimulado principalmente pela luz visível presente na radiação solar. Outros estímulos que também podem piorar as manchas são os hormônios femininos (gravidez) e estresse.
O risco de aparecimento desta mancha para quem tem predisposição está diretamente relacionado ao tempo acumulado de exposição solar ao longo da vida. Então quanto mais horas acumuladas de sol sem proteção maior o risco. Uma vez instalado o Melasma, continuar se expondo faz com que as manchas aumentem e escureçam.

QUEM TEM? É muito frequente em mulheres, mas também pode aparecer nos homens. Localiza-se principalmente na face (bochechas, testa, queixo, nariz e região supralabial), e com menor frequência no pescoço, colo e nos braços.

PROTETOR SOLAR : A primeira medida no tratamento é o uso de protetor solar com filtro físico (porque os filtros químicos não protegem contra luz visível). Os protetores solares que contém filtros físicos são os protetores com base, e quanto maior a cobertura da mancha conferida pelo protetor mais está protegendo.

TRATAMENTO EM CASA: Para o tratamento de ataque, que dura de 1 a 2 meses, usamos cremes clareadores mais potentes; sempre associado ao uso de protetor solar no dia a dia. Existem diversos cremes clareadores e o dermatologista vai indicar o melhor para cada caso. Nos casos de manchas mais antigas, mais escuras ou mais espalhadas podemos associar ao tratamento domiciliar os procedimentos em consultório.

ANTIOXIDANTES ORAIS: Também chamados de “fotoprotetores orais”. Ajudam bastante quando usados associado aos outros tratamentos. Atuam de diversas formas, como “diminuindo a sensibilidade da pele ao sol”, diminuindo a formação do pigmento e destruindo pigmentos já formados. Existem várias opções no mercado, como a Luteina, Polipódio Leucotomo, Pignogenol e outros. A escolha da medicação mais adequada depende da avaliação individualizada de cada paciente. ATENÇÃO: eles não substituem o protetor solar tópico.

TRATAMENTOS EM CONSULTÓRIO: Em consultório os tratamentos mais realizados atualmente são os peelings químicos (com ácidos), laser Q switch (Spektra, Elektra), e o Microagulhamento com Drug Delivery. Em todos esses são necessárias várias sessões, para um clareamento gradativo e para que o processo seja suave, pois os tratamentos agressivos podem a piorar o Melasma. Mais uma vez, a escolha do tratamento depende da avaliação individualizada do paciente.

MANUTENÇÃO: Depois de conseguir um clareamento razoável (que geralmente NÃO é de 100% e sim um clareamento parcial ) iniciamos a manutenção. Importantíssimo a regularidade e disciplina no uso do filtro solar e o uso domiciliar de um creme clareador mais leve de uso contínuo.
Deve-se ter muito cuidado nesta etapa, pois qualquer descuido no sentido de não usar o clareador de manutenção; ou não usar o filtro solar adequado; ou ocorrer uma exposição solar mais intensa a mancha pode voltar a escurecer.

BOA NOTÍCIA: A boa notícia é que com os novos filtros solares com proteção física temos conseguido um clareamento melhor e principalmente manter esse clareamento por mais tempo.

QUEM PROCURAR?? Acho que deu para entender que tratamento do melasma é algo complexo, que exige dedicação e conhecimento da pele. Então se você tem Melasma e deseja se tratar, procure um DERMATOLOGISTA!😉❤🤗

Gostou desse artigo? Recomende-o e indique para seus amigos!